DESTAQUES

Brasil conquista quatro medalhas na Olimpíada de Matemática do Cone Sul

11 de Maio, 2016

Estudantes brasileiros conquistaram quatro medalhas – três de prata e uma de bronze – na 27ª Olimpíada de Matemática do Cone Sul, realizada este mês na cidade de Vicente Lopéz, na Argentina.

Os alunos premiados com medalha de prata foram:
Guilherme Goulart Kowalczuk, de Porto Alegre (RS), que obteve 43 pontos;
Pedro Lucas Lanaro Sponchiado, de Santa Cruz do Rio Pardo (SP), com 43 pontos;
e Andrey Jhen Shan Chen, de Campinas (SP), com 38 pontos.

Mateus Siqueira Timóteo, de Mogi das Cruzes (SP), com 31 pontos, conquistou uma medalha de Bronze.

No resultado por países, o Brasil ficou em 2º lugar, com um total de 154 pontos. Em primeiro lugar ficou o Peru, com um total de 199 pontos, e em terceiro, a Argentina, com 96.

A equipe brasileira foi liderada pelos professores Emiliano Chagas, de São Paulo (SP), e Diego Eloi Gomes, de Fortaleza (CE).

Participam da Olimpíada de Matemática do Cone Sul estudantes da Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Peru, Paraguai e Uruguai.
Provas

A competição é individual e teve duas provas teóricas realizadas nos dias 4 e 5 de maio. Os participantes tiveram quatro horas, em cada dia, para resolver três problemas de matemática, propostos pelos países participantes e selecionados por um júri internacional, composto pelos professores líderes, um por cada país participante.

Os problemas da prova envolvem disciplinas como álgebra, teoria dos números, geometria e combinatória. A soma dos pontos obtidos na solução de cada problema determina os vencedores do certame.

Como participar da próxima Cone Sul

Os estudantes interessados em formar parte da equipe brasileira devem primeiro participar da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), competição que ocorre anualmente nas escolas públicas e privadas em todo o país.

Após ter sido premiado na OBM, os estudantes passam por um intenso processo de seleção, que considera a colocação conquistada na disputa nacional, além dos resultados obtidos em provas seletivas e de listas de exercícios que são resolvidas ao longo de seis meses. Os quatro estudantes mais bem colocados, e que satisfazem às exigências do regulamento da olimpíada, conquistam as vagas.

Equipe brasileira participante da 27ª Olimpíada de Matemática do Cone Sul:

Jpeg