DESTAQUES

Brasil volta de olimpíada na Bulgária com 18 medalhas

3 de agosto, 2017

A equipe universitária do Brasil que participou da International Mathematical Competition for University Students (IMC), na Bulgária, voltou para casa com a mala cheia de medalhas. Dezoito dos 21 concorrentes do país foram premiados no encerramento da competição, sábado (5). Os brasileiros conquistaram quatro ouros, quatro pratas, dez bronzes e uma menção honrosa.

A competição é disputada por equipes de universidades, não por país, e teve 71 times e 331 participantes do mundo todo em 2017. A PUC-Rio foi a instituição nacional mais bem colocada, em 23º lugar no ranking geral por equipes, seguida por IME (27ª posição) e ITA (35ª posição). A Universidade Nacional Autonoma do México foi a latino-americana mais bem posicionada, ocupando a 22ª colocação. A competição destinada a universitários de até 23 anos reúne, desde 1994, estudantes de instituições MIT, Oxford, Cambridge, entre outras.

Os destaques do time verde-amarelo foram os medalhistas de ouro Thiago Ribeiro Tergolino (IME), Rafael Kazuhiro Miyazaki e Igor Albuquerque Araujo (PUC-Rio) e Valentino Sichinel (UFRJ). As pratas vieram com Felipe Magalhães de Matos Gabriel (IME), Victor Tadeu Tetsuo Suzuki (ITA), Rafael Filipe dos Santos (IME) e Erik Gabriel Araújo de Medeiros (ITA).

Os dez bronzes foram conquistados por Thiago Filipe de Medeiros (ITA), Hudson William Braga Vieira (ITA), Davi Coelho Amorim (IME), João Baptista de Paula e Silva (IME), Raphael Mendes de Oliveira (IME), Wagner Fonseca Rodrigues (ITA), Carlos Alexandre Silva dos Santos (ITA), Luíze Vianna (PUC-Rio), Caio Cesar Saldanha Maia Orejuela Kinelski (ITA) e Marcelo Gonçalves (USP) – Pedro Freire Mascarenhas Pontes, que representou a École Polytechnique, da França, também ganhou bronze. Pedro Henrique Alencar Costa (IME) recebeu menção honrosa.

O Brasil, que participa da IMC desde a 10ª edição, em 2003, agora acumula 27 medalhas de ouro, 61 de prata, 80 de bronze e 62 menções honrosas.