Estrada Dona Castorina, 110
Jardim Botânico - 22460-320
Rio de Janeiro - RJ
Tel: .
Tel: 21-25295189
.
E-mail: obm@impa.br
Atendimento: 2ª a 6ª-feira
Horário comercial

Saiba como chegar








Polos Olímpicos de Treinamento Intensivo

Novidades

Brasil conquista o primeiro lugar geral em competição para estudantes universitários

Os brasileiros conquistaram três medalhas de ouro e uma de prata. Tadeu Belfort Neto, de São José dos Campos (SP), terminou em primeiro lugar na classificação individual.

obm_2015
Os brasileiros conquistaram três medalhas de ouro e uma de prata. Foto: Divulgação OBM

Quatro estudantes brasileiros, selecionados pela Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), ficaram em primeiro lugar geral por equipes ao conquistar três medalhas de ouro e uma de prata na 7ª Competição Ibero-americana Interuniversitária de Matemática (CIIM), que se encerrou ontem (28/9) na cidade do México.

Tadeu Pires de Matos Belfort Neto, de São José dos Campos (SP), terminou a competição com a primeira colocação na classificação individual, conquistando o ouro com um total de 47 pontos (de no máximo 60). Cassio Henrique Vieira Morais, de Belo Horizonte (MG) e Glauber de Lima Guarinello, de São Paulo (SP), também conquistaram medalhas de ouro com 37 e 36 pontos respectivamente, enquanto Igor Albuquerque Araújo, do Rio de Janeiro (RJ), garantiu a medalha de prata com 33 pontos. A UFMG, a USP de São Carlos e o Instituto Militar de Engenharia (IME), também enviaram representantes, conquistando quatro medalhas de bronze e uma de prata.

obm_2015
Estudantes durante o primeiro dia de prova na Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM). Foto: Leonardo Ignacio Martínez Sandoval

A competição contou este ano com a participação de 70 estudantes, agrupados em 22 equipes de até quatro competidores, provenientes de seis países. O professor Carlos Gustavo Moreira do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) participou como líder do grupo.

A competição, criada em 2009, é realizada anualmente com o apoio de Sociedades de Matemática, universidades e centros de pesquisa, além de um importante grupo de professores e estudantes. O evento tem como objetivos incentivar o estudo da matemática e a excelência acadêmica na comunidade universitária ibero-americana, melhorando a capacidade científica através da motivação e competitividade internacional, contribuindo assim com o desenvolvimento social, cultural e econômico dos países participantes.

A participação brasileira na competição é organizada pela Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), programa que desempenha um importante papel em relação à melhoria do ensino e descoberta de talentos para a pesquisa em Matemática nas modalidades de ensino fundamental, médio e universitário nas escolas e universidades públicas e privadas de todo o Brasil.

A OBM é uma iniciativa conjunta do Instituto Nacional de Matemática Pura Aplicada (Impa) e da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI), da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social (Secis), do Ministério da Educação (MEC) por intermédio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Matemática (INCT-Mat).