Treinamentos para competições

Veja aqui o calendário 2017!

Durante o processo de escolha das equipes para as Competições Internacionais, a OBM promove treinamentos entre os alunos com destacado desempenho nas provas de seleção. Todos os custos de transporte, alimentação e estadia ficam a cargo da organização desses eventos.

Alunos participantes do processo seletivo, que não tenham sido selecionados para os treinamentos, podem solicitar junto à secretaria da OBM, através do e-mail cadastro.obm@impa.br, autorização para participar destas atividades. Entretanto, após aprovação do pedido, cada aluno deverá se encarregar de todos os custos e medidas logísticas necessárias para a sua presença nestes encontros.

Instituições privadas também são convidadas a sediar ou apoiar financeiramente esses eventos, através do envio de uma proposta ao e-mail mencionado anteriormente, desde que ofereçam contrapartidas e respeitem as seguintes regras:

a. Não fazer nenhum tipo de ação de marketing direcionada aos participantes como, por exemplo, oferecimento de bolsas de estudos ou brindes.

b. Não explorar comercialmente a imagem da instituição como uma parceira da OBM.

A análise de cada proposta será feita pelo comitê acadêmico dos Treinamentos para Competições Internacionais visando otimizar, da melhor forma possível, a preparação dos estudantes brasileiros.

Conheça o processo de seleção para formação das equipes internacionais

1. Do processo de seleção participam todos os alunos premiados com medalhas de ouro, prata, bronze e menções honrosas na OBM do ano imediatamente anterior ao processo de seleção.


2. Alunos que tenham ganhado Medalha de ouro, prata ou bronze em alguma OBM podem pedir para serem incluidos no processo de seleção para a IMO, Olimpíada Iberoamericana e Olimpíada do Cone Sul.

Caberá à comissão de olimpíadas decidir a pertinência do pedido.


3. A comissão encarregada da seleção das equipes que representarão o Brasil nas competições internacionais (CES) deve elaborar rankings com a classificação e pontuação de todos os alunos participantes do processo em cada um dos seguintes eventos:


a. Resultado na OBM;


b. Provas de seleção;


c. Listas de treinamento.


4. Finalmente a CES envia esses dados com uma sugestão de equipe para apreciação pela Comissão de Olimpíadas, que pode aprová-la ou sugerir as modificações que considerar adequadas. Caso CES e Comissão de Olimpíadas não entrem em acordo, a Comissão de Olimpíadas tem a última palavra. A CES e a Comissão de Olimpíadas podem, se julgarem conveniente, levar em consideração os resultados dos estudantes em olimpíadas anteriores ou em provas de seleção e listas de preparação para outras olimpíadas. Assim, como na OBM, não haverá revisão de notas nos itens b e c.


Requisitos para a formação de cada equipe nas seguintes competições internacionais

Olimpíada de Matemática do Cone Sul.


Equipe formada por 4 estudantes que não tenham feito 16 anos de idade em 31 de dezembro do ano imediatamente anterior à celebração da Olimpíada.


Olimpíada de Matemática da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.


a. Equipe formada por 4 estudantes que não tenham feito 18 anos de idade em 31 de dezembro do ano imediatamente anterior à celebração da Olimpíada;


b. Que não tenham ingressado na Universidade ou equivalente na data da celebração da Olimpíada.


Olimpíada Internacional de Matemática (IMO).


Equipe formada por 6 estudantes secundários ou que não tenham ingressado na Universidade ou equivalente na data da celebração da Olimpíada (mês de julho).


Romanian Master of Mathematics.


Equipe formada por 6 estudantes que não tenham ingressado na Universidade ou equivalente na data da celebração da Olimpíada.


Olimpíada Iberoamericana de Matemática (OIM).


Equipe formada por 4 estudantes:


a. que não tenham feito 18 anos de idade em 31 de dezembro do ano imediatamente anterior à celebração da Olimpíada;


b. que não tenham participado anteriormente em duas OIM.